quarta-feira, 16 de março de 2011

Fátima e o dito "milagre do Sol"

(fotografia tirada na Cova da Iria, a 13 de Outubro de 1917)

A Leonor Abrantes puxou recentemente o tema à baila no "post" A Criação de Fátima. Ora cá está uma oportunidade para falar sobre o dito "milagre do Sol".

Sem querer, de forma nenhuma, menosprezar a componente sociológica, religiosa e política do fenómeno de Fátima, pois tudo isso dá pano para mangas, queria apenas deixar claros alguns pontos bastante objectivos, que normalmente não são conhecidos.

1. Que os pastorinhos andavam a avisar as pessoas de que Nossa Senhora lhes prometera um sinal milagroso é facto bem sabido: por exemplo, a 13 de Setembro, certamente mais de dez mil pessoas estavam com eles na Cova da Iria, e sem discutir o que as pessoas viram nesse dia, o que é certo é que uma multidão seguiu-os na expectativa de verem sinais.

2. A previsão definitiva de um sinal milagroso foi feita pelos pastorinhos para o dia 13 de Outubro, e nesse dia, estavam 50.000 pessoas com eles; que outra razão para estarem lá senão a promessa de um grande sinal? Estiveram horas à chuva… os guarda-chuvas vêem-se nas fotografias desse dia.

3. Os pastorinhos, como dos dias 13 dos meses anteriores, trouxeram multidões para a Cova da Iria, por volta do meio-dia. Pouco depois dessa hora, por sugestão da Lúcia, as pessoas fecharam os guarda-chuvas e puseram-se todas a olhar para o céu, e isso está provado de forma documental, por várias fotografias.

4. Que não se tratou de uma alucinação colectiva é atestado pelo facto de que o poeta Afonso Lopes Vieira também viu o fenómeno a partir de sua casa em São Pedro de Moel, a menos de 40 km da Cova da Iria; ora fazendo as contas (como fez Stanley Jaki), para o fenómeno ser visto na Cova da Iria, e também em São Pedro de Moel, o fenómeno teria ocorrido pelo menos a 500 metros de altitude; se não foi visto a partir de locais mais afastados, é de supor que o fenómeno terá ocorrido na atmosfera, a uma baixa altitude (mas superior a 500 metros, aproximadamente), logo teria sido um fenómeno ATMOSFÉRICO e não astronómico; junte-se ainda o testemunho de um rapaz de seis anos, da aldeia de Alburitel, chamado Inácio Lourenço, que viu o fenómeno, estando a uns dez quilómetros da Cova da Iria.

5. A descrição do “bailar do Sol” é uma criação literária do jornalista Avelino de Almeida, do jornal “O Século”, e terá sido inspirada nos dizeres de certos populares que assistiram ao fenómeno.

6. É curioso que ninguém ligue nenhuma ao depoimento, não de populares iletrados, mas de académicos reputados: Gonçalo Xavier de Almeida Garrett, professor de Matemáticas em Coimbra, estava na Cova da Iria, juntamente com o seu filho José Maria, advogado. Ambos deixaram depoimentos escritos datados de 18 de Dezembro desse mesmo ano. José Maria usa, no seu depoimento, o termo técnico "cirros" para descrever as nuvens de alta altitude que observou no céu. Juntem-se ainda os testemunhos válidos da poetisa Maria Madalena de Martel Patrício, dado no final de 1917, e o testemunho do Barão de Alvaiázere, datado de 30 de Dezembro de 1917, nos quais ambos referem a presença de nebulosidade. E estes são apenas os mais conhecidos! O fenómeno teve inúmeras testemunhas.

7. Infelizmente, os depoimentos Almeida Garrett, valiosos porque escritos por quem tinha formação académica, nunca tiveram uma divulgação tão ampla e generalizada quanto as descrições distorcidas, como as da “dança” ou “baile” do Sol, ou pior ainda, quanto as especulações do jesuíta Pio Scatizzi, que publicou em 1947 uma das obras mais equivocadas acerca da interpretação científica do fenómeno: Fatima alla luce di fede e della scienza. Esta obra deixou para trás uma posteridade de equívocos, só porque o autor não se deu ao trabalho de investigar os factos e ouvir as testemunhas oculares.

8. O Físico e Padre beneditino Stanley Jaki (1924-2009) fez o trabalho de casa e veio a Portugal várias vezes investigar o tema, e deixou-nos com uma interpretação bastante decente do fenómeno. Segundo ele, o fenómeno é de natureza meteorológica, e é corroborado pelos depoimentos dos Almeida Garrett, e pelo testemunho do Afonso Lopes Vieira, que estava a 40 Km do local.

E então o milagre?

Ora bolas, o milagre é a previsão da data e da hora! Três pastores analfabetos prevêem a data e hora de um impressionante e raríssimo fenómeno meteorológico, resultante da conjugação improvável de nuvens do tipo cirro (a altas altitudes, feitas de cristais de gelo), nuvens de baixa altitude (feitas de partículas de água no estado líquido), e uma conjugação de ventos com a necessária orientação para moverem as partículas de água e gelo numa roda espiralada, que por sua vez gerou em simultâneo um feixe de cores cintilantes (resultantes da refracção dos raios solares nas partículas de água e gelo) e um raro efeito de “lente”, que explica a estupefacção das pessoas na Cova da Iria, que achavam que o Sol, aparentando aumentar de tamanho, se iria precipitar sobre elas..

Seria bizarro supor que as leis da Física teriam sido todas violadas, com o Sol aos saltos. É tolo imaginar, sequer, essa possibilidade. E mais tolo ainda, se tivermos em conta a falta de testemunhos de “desvios” do Sol, que teriam que ter sido detectados em vários observatórios um pouco por todo o planeta.

Como de costume, os verdadeiros milagres são sempre compatíveis com a Ciência, e parece-me que a previsão impressionante dos pastorinhos já é suficientemente improvável para se reconhecer que não existe explicação “naturalista” para essa previsão tão precisa, que é improvável quer pela precisão temporal, quer pela raridade do fenómeno meteorológico.

Fátima foi uma coisa grande que aconteceu a Portugal.
Estão enganados todos aqueles que julgam o contrário.

PS: Quando se tem preconceitos, quando se é ateu, quando se rejeita a existência de Deus, quando se rejeitam os milagres, não há nada que se possa dizer, nem mesmo a previsão precisa de um raro fenómeno meteorológico, para abalar a crença do céptico irrazoável. A pessoa que leva o cepticismo ao extremo de acreditar em coisas altamente improváveis e inexplicáveis não está disposta a considerar alternativas racionais que não se encaixem na sua visão estreita da realidade.

Referências:
Stanley L. Jaki, God and the sun at Fatima, Real View Books, 1999.
Stanley L. Jaki, The sun's miracle, or of something else?, Real View Books, 2000.
José Maria de Almeida Garrett, depoimento de testemunha ocular, 18 de Dezembro de 1917.
Memórias da Irmã Lúcia, Parte 1, Fátima, 2007.

45 comentários:

O Insuspeito disse...

Eu continuo a acreditar que a Mensagem de Fátima ainda não está concluída. Será o Milagre do Sol apenas uma "prova" das Aparições? Ou poderá simbolizar algo muito mais abrangente? Muito grande será, ainda e a meu ver, o papel de Portugal e de Fátima para a Igreja, no futuro.

Espectadores disse...

Caro O Insuspeito,

Que não haja dúvidas: tem toda a razão. Não quis simplificar o fenómeno de Fátima. Inevitavelmente, ao falar apenas do fenómeno de 13 de Outubro, estava a circunscrever o tema ao que aconteceu nesse dia.

Mas estou totalmente de acordo que Fátima é muito mais do que uma milagrosa previsão meteorológica. Afinal de contas, essa foi apenas a resposta que Nossa Senhora deu aos pastorinhos, que lhe pediam um sinal, pois ninguém acreditavam neles.

Faz lembrar o que Jesus dizia aos que lhe pediam milagres. É triste depender de um milagre para acreditar em algo razoável e fidedigno, mas quando o milagre acontece (é um verdadeiro dom), é triste não o reconhecer como tal, ou não lhe dar valor.

O próprio Stanley Jaki, na sua obra, liga o fenómeno de 13 de Outubro a outros, como a milagrosa sobrevivência de João Paulo II ao atentado de Ali Agca.

Na minha modesta opinião, Fátima e a sua mensagem celestial insere-se na grande mensagem mariana de arrependimento e penitência. E como tal, deve ser inserida no grande projecto divino de envolver Maria na conversão dos pecadores, e no contexto das outras aparições validadas, como por exemplo Lourdes.

Um abraço!

Anonimo disse...

Milagres? Afinal as leis universais criação de deus podem ser violadas. Por definição das leis da fisica e matematica não há milagres. Pode deus violar as leis que ele mesmo criou e de vez em quando decide violar as leis do universo fazendo uns milagres dizendo cá estou eu?

O Insuspeito disse...

Claro, nem o meu comentário foi uma crítica ao excelente post!

Porém, não acredito que o fenómeno de 13 de Outubro se relacione com o atentado ao Papa João Paulo II, mas sim com algo muito maior e abrangente.

Afinal, a mensagem de Fátima pode resumir-se a três coisas: Oração do Rosário, conversão dos pecadores e Penitência pelos pecados do mundo.

Três coisas que são negligenciadas pelo próprio clero.

Irmã Lúcia: "não esperemos que venha de Roma um chamamento à penitência, da parte do Santo Padre, para todo o mundo".

E as consequências sentem-se. E com tendência para piorar.

Mas como a Virgem Santíssima prometeu:

"Em Portugal, conservar-se-á sempre o Dogma da Fé". Portugal terá, assim o Céu deseja, um papel importante (como sempre teve) na propagação e defesa da integridade da Fé Católica. Que anda aos zig-zags, como o sol 'bailou' em Fátima...

joaquim disse...

Caro Bernardo

O meu pai, que nasceu em 1899, assistiu ao Milagre do Sol em Fátima.

Foi uma experiência que o marcou profundamente.

Um abraço amigo

Espectadores disse...

Caro O Insuspeito,

«Afinal, a mensagem de Fátima pode resumir-se a três coisas: Oração do Rosário, conversão dos pecadores e Penitência pelos pecados do mundo.»

Totalmente de acordo, e não podemos perder isso de vista!

Um abraço!

Espectadores disse...

Caro Joaquim,

Que história fantástica! O seu pai nunca deixou nada escrito sobre esse dia?

Um abraço!

joaquim disse...

Caro Bernardo

O meu pai, que duante muitos anos foi uma figura pública no distrito de Leiria, foi sempre um homem com uma postura de humildade muito grande e um cristão católico convicto e empenhado.

Essa sua "experiência" foi com certeza muito marcante, pois raramente falava dela, mas percebia-se bem que era algo que fazia parte da profundidade da sua fé.

Escreveu alguns livros, mas sobre Monte Real e a sua história, mas sobre este facto tão marcante da sua vida, nada escreveu que nós conheçamos.

Fátima faz parte da minha vida, pois lá passei durante anos parte das férias de Verão e mesmo no longo período em que vivi afastado da Fé, Fátima sempre teve para mim uma intensidade dificil de explicar.

Fátima para mim, sendo um centro Mariano, é um lugar de encontro pessoal e intimo com Jesus Cristo, tal como Maria desejou e deseja.

Um abraço amigo

nmhdias disse...

Na manifestação do Porto, geração à rasca, contou com cerca de 80.000 pessoas. Foi promovida por todos os meios de comunicação que existem.
50.000 pessoas, há tanto tempo, no meio de nada, parece-me um exagero. E no entanto as imagens:
http://www.cathinfo.com/catholic.php/High-resolution-pictures-of-the-miracle-of-the-sun

Desconhecia a origem de “bailar do Sol”.

Eu, ateu, custa-me a acreditar em tudo isto. Parece-me que houve, e há, falta de sentido crítico para o que aconteceu.
Não parece ter havido acontecimentos meteorológicos especiais, uma explicação subjectiva e não comprovada (fotografias?) de posicionamento de nuvens não prova qualquer milagre.

Há alguns anos atrás uma estátua de Maria chorou sangue, em Portugal. Análises revelaram tratar-se de sangue de pombo. Que milagre maravilhoso daria há 100 anos atrás.

Espectadores disse...

Caro Joaquim,

Que pena o seu pai não ter deixado nada escrito! Senão, já sabe: eu estava pronto para lhe "cravar" eventuais escritos que o Joaquim tivesse sobre o 13 de Outubro!
;)

O valor do legado de Fátima é subestimado. Pessoas como o seu pai, e as restantes testemunhas oculares do 13 de Outubro, deixaram um património de fé em Fátima que é valioso, e que explica a intensa devoção a esse santuário.

Ainda é cedo para darmos valor a esse património espiritual. Ainda vivemos numa sociedade intensamente secularizada, que irracionalmente rejeita a realidade dos milagres.

Mas essa visão naturalista e ateia está em retrocesso. Fátima vai sobreviver a esta vaga de descrença.

Um abraço!

Bernardo

Espectadores disse...

Caro nmhdias,

O seu comentário deixou-me estupefacto, por duas razões:

1) O ateu costuma advogar e valorizar o uso da razão e seguir as evidências até onde elas levarem; no entanto, o seu comentário não segue as evidências: você nega ter havido um acontecimento meteorológico especial, contra todas as evidências, contra todos os depoimentos

2) Você providenciou um "link" valioso (que eu desconhecia), que contém NÃO APENAS FOTOGRAFIAS, mas uma série de factos objectivos, baseados em testemunhas oculares, que você não leu ou optou por ignorar

Ora eu pasmo-me: porque razão rejeita o fenómeno meteorológico em si?

Agora falemos de milagres...
Como eu aqui escrevi, o milagre pode estar na previsão precisa dos pastorinhos relativamente à data e hora do fenómeno. Isso desafia explicações naturalistas, e aponta para a verdade da revelação sobrenatural feita aos pastorinhos.

Há duas coisas que o ateu tem que explicar:

1) Como é que pastores menores e analfabetos prevêem a data e hora de um acontecimento único (que eles não sabem o que será)

2) Como é que esse acontecimento calha logo ser uma coisa única e rara, como o fenómeno meteorológico de rara beleza e dinâmica

Eu mantenho que o fenómeno pode ser 100% natural no seu mecanismo, na sua operação. Ou seja, que as pessoas assistiram a um raríssimo e belo fenómeno meteorológico, numa combinação de nuvens a altitudes diferentes (nuvens de partículas de gelo e núvens de partículas de água) e de uma dinâmica eólica exótica e única, que gerou um efeito de "lente" atmosférica que pode explicar a aparente mudança de tamanho do sol e o espectáculo de cores, resultantes do fenómeno de refracção dos raios solares.

No entanto, se o fenómeno foi meteorológico, e portanto, totalmente natural no seu mecanismo, o mesmo não se pode dizer da previsão dos pastorinhos!

Em bom rigor, o milagre é a previsão do fenómeno e não o fenómeno!

Claro que, dada a fé do ateu na inexistência de Deus, ele tem que arranjar "fugas" que se encaixem na sua fé ateísta.

Uma delas é a alucinação colectiva, tese muito difícil de compatibilizar com os testemunhos oculares de pessoas longe da Cova da Iria.

Outra delas é a das impressões na retina, derivadas de longos períodos a olhar para o sol, tese muito difícil de compatibilizar com os testemunhos oculares de quem dizia olhar para o sol sem dificuldade (o Prof. Almeida Garrett usa o termo técnico "retina" para dizer que esta não estava a ser afectada).

Que diz você disto?
Considerando que:

1) o fenómeno meteorológico pode ser natural, mas raríssimo

2) o "milagre" é a previsão feita pelos pastorinhos, que implicitamente valida a revelação sobrenatural que eles tiveram

Sorte dos pastorinhos?
Grande pinta: levarem milhares de pessoas ao local e na data e hora adequadas à visualização de um raríssimo fenómeno meteorológico, um fenómeno de rara beleza, que requer uma combinação quase perfeita de luz solar, vento e nebulosidade?

Cumprimentos

Espectadores disse...

Caro "nmhdias",

«Há alguns anos atrás uma estátua de Maria chorou sangue, em Portugal. Análises revelaram tratar-se de sangue de pombo. Que milagre maravilhoso daria há 100 anos atrás.»

Esta sua frase também revela algum desconhecimento sobre o conceito de milagre. Como os cristãos o entendem, o milagre tem uma causa sobrenatural, mas quase sempre opera de forma natural.

O fenómeno milagroso das estátuas que choram, quando não se trata de logro (poderia ser logro, em vários casos, mas em todos?), aponta para uma mensagem clara, aliás compatível com todas as aparições de Maria. Quando uma estátua de Maria chora, a mensagem veiculada é da dor de Maria pelos pecados da Humanidade. Ora, diga-me, se o fenómeno fosse real, ou seja, com causa sobrenatural, não poderia Deus transmitir a mensagem de penitência e arrependimento usando sangue de pombo? Teria que ser sangue humano para a mensagem ser transmitida?

É este tipo de superficialidade intelectual, na interpretação dos fenómenos, que eu critico.

O milagre, caso exista, num fenómeno de uma estátua de Maria que chora sangue, não tem que ser na substância das lágrimas de sangue. Em última análise, essas lágrimas até poderiam provir de tinta que, em certas condições, se tivesse manifestado sob a forma de gotas formadas junto aos olhos.

No entanto, mesmo nesse caso, para rejeitamos o milagre, teríamos que provar ser logro, ou seja, provar que as gotas teriam surgido por acção humana.

Se, no decorrer de uma celebração litúrgica específica, uma estátua de Maria começa a escorrer gotas de cor vermelha, e ainda por cima a partir dos olhos, mesmo que exista uma explicação natural para esse fenómeno, ele não deixa de ser raríssimo e exótico.

O reconhecer do milagre consiste na adesão da nossa razão (não distorcida pelos preconceitos ateus) a uma explicação mais decente para esse fenómeno raríssimo, e essa explicação é voluntarista: tal fenómeno pode resultar da vontade de Deus, um Deus que é omnipotente, e que não tem que violar leis físicas para transmitir mensagens à Humanidade.

Cumprimentos

Anonimo disse...

“Ainda vivemos numa sociedade intensamente secularizada, que irracionalmente rejeita a realidade dos milagres.”

O senhor como é que voce diz uma coisa dessas

Um milagre é supostamente uma suspensão das leis naturais fisicas e matematicas que aponta para um domínio transcendente. Se a razão e a ciência torna os “milagres naturalmente possíveis” o que é muito contraditorio então não há domínio sobrenatural. Nao tem que violar leis fisicas ora essa, então não é milagre, isto de responder a um mistério com outro mistério não responde a nada.

O que aconteceu em fatima pode ser intrigante de facto pelo numero de pessoas, mas foi mesmo o sol a bailar? não digam asneiras, se fosse o sol teria sido um fenomeno astronomico universal podendo ser visto em todo o planeta, e por conseguinte com muitos relatos, e se fosse o sol a bailar teria afectado os movimentos de rotação gravitacionais no nosso sistema solar e isso seria catastrofico, por isso não foi o sol. Os antigos também tinham medo enorme dos eclipses também eram e são fenomenos localizaveis e não vistos em todo o planeta, mas hoje tem uma explicação e as pessoas não tem medo. O que é intrigante também em fatima é o numero de pessoas, um fenomeno tão dramatico segundo eles em algumas descrições, poucas, e no entanto como na confissão do joaquim em relação a um seu familair guardaram tudo para si. Nem por via oral ha muitos relatos comparando com o numero de pessoas, ha acontecimentos da historia de portugal menos testemunhados mas muitos mais bem documentados.

As pessoas servem-se destes expedientes para provarem também a existencia de deus, mas deus não opera milagres por vários motivos. Deus não anda intervindo na história, e alterando o curso dos acontecimentos, é contraditorio pois seria como se um engenheiro tivesse que consertar a todo o instante a obra que ele projectou. Mas se mesmo assim admitissemos que havia essa intervenção e vontade de alterar o curso dos acontecimentos, de facto não falta ou faltaram motivos para o fazer como com a canalha do nazismo e dos campos de concentração. Por outro lado se os milagres existissem representariam uma injustiça, mas o que é verdade é que quem escapa de um grande desastre colectivo ou pessoal afirma ter sido poupado “por milagre” nunca por acção do acaso, sorte, acção de outrem como medicos etc etc, alias o bernardo faz a alusão de joão paulo II e o atentado em roma como milagre mas e então a falta de pontaria do atirador ou a pressa em atirar sem fixar o alvo e a posterior acção dos medicos, não foi isso que salvou o papa? e aqueles que não escapam? O milagre não seria se todos tivessem ficado ilesos salvos.

Não é preciso ir a fátima para se curar de uma doença se por acaso tiver cura. Muitas vezes dentro dos hospitais e não só ha pessoas que saram de forma repentina e inexplicável, sem que haja uma relação entre isso e o numero de preces, e sem distinção entre crentes ou não crentes, a cura é o resultado de eventos biológicos, e pode ser impulsionada segundo alguma literatura por uma relação entre a mente e o corpo que nós não conseguimos explicar e que escapam as dimensoes do fisico, agora verdade verdadinha é que nunca aconteceu um idoso ficar novo, um membro amputado crescer de novo, ou que o nosso défice desagravou.

nmhdias disse...

Agradeço as suas respostas.

Quanto às fotografias desconheço o valor, simplesmente nada sei sobre quando foram tiradas, quem as tirou ou onde foram tiradas. Não estou a dizer que são falsas.
Fiz a leitura do texto em português, o texto em inglês foi de forma "cruzada". Os mesmo critérios para a imagem se aplicam para o texto. Afinal de contas, foi tantas vezes dito "o Sol bailou" que se assumiu como verdadeiro.

Quanto aos fenómenos atmosféricos, dificilmente o alinhamento (não existe registo sem ser em texto) de nuvens é "uma coisa única e rara". Quando não há elementos em concreto estas afirmações são fúteis.
Quanto a terem acertado na hora não tenho opinião.

Um ateu é uma pessoa que acredita que Deus não existe. Certamente sabe isto, apenas para saber a minha perspectiva: vejo tudo isto como uma mentira.
A ter lá estado tanta gente, os que se manifestaram contra toda a representação terão sido silenciados (vivemos numa ditadura durante 40 anos, não era difícil).
O peso da igreja no nosso país é grande, foi bastante maior. Manifesta-se na quantidade de símbolos religiosos que existem pela estrada fora e que funcionam como lavagem cerebral. Não me custa muito imaginar pressões e informação manipulada por parte da igreja para que a população acreditasse (temos exemplos disto em relação à pedofilia na Irlanda).
Parece-lhe que todas as 50000 pessoas deram extrema importância a um fenómeno atmosférico que consistiu num alinhamento de nuvens com o sol? Nos dias de hoje os comentários seriam "É giro mas é só isto?"

não poderia Deus transmitir a mensagem de penitência e arrependimento usando sangue de pombo?
Deus poderia fazer o que bem entendesse. A dar uma mensagem parece-me de todo lógico que seja inequívoca e que não pareça uma charlatanice. Tenho a certeza absoluta que os meus peixes sabem que eu existo. É só tocar no vidro, não violo leis físicas.

Não é o ateu quem tem de dar explicações. Quem afirma é quem tem de as dar. Como diria Sagan, algo de tão fantástico como aparições ou de tão grandioso como a existência de Deus tem de ter provas igualmente grandiosas. E o que há é muita subjectividade.

Cumprimentos,
Nuno Dias

Alma peregrina disse...

"Um ateu manifesta-se por lançar descrédito sobre histórias sobrenaturais com algum fundamento... contando histórias naturais sem fundamento nenhum"
in Ortodoxia
Chesterton

E eu relembro que em 1917 vivíamos numa ditadura (não de regime, mas de facto)... mas não era uma ditadura católica, antes pelo contrário...

PLATAFORMA ALGARVE PELA VIDA disse...

Bernardo
Mais uma achega pessoal. Na minha paróquia, em Lisboa, de Nossa Senhora dos Anjos, na Almirante Reis, a mãe do meu anterior pároco, João de Sousa já falecido, foi precisamente uma das testemunhas do milagre do sol.
Uma, das muitas testemunhas que podem confirmar essa ocorrência.
Abraço
Miguel

Espectadores disse...

Caro Nuno Dias,

«Quanto às fotografias desconheço o valor, simplesmente nada sei sobre quando foram tiradas, quem as tirou ou onde foram tiradas.»

Fácil. Foram tiradas a 13 de Outubro de 1917, pelo fotógrafo Joshua Benoliel. Escusado será dizer que estamos perante talvez o melhor fotógrafo da época. Eu penso que as fotografias saíram em vários jornais, mais seguramente saíram no jornal "O Século", onde trabalhava o (ateu) Avelino de Almeida, que fez a reportagem para esse jornal.
Tem os recortes aqui:

http://www.cathinfo.com/catholic.php/High-resolution-pictures-of-the-miracle-of-the-sun

«Não estou a dizer que são falsas.»

Era só o que faltava!
O Benoliel é uma lenda no mundo da fotografia.

«Afinal de contas, foi tantas vezes dito "o Sol bailou" que se assumiu como verdadeiro.»

Isso foi culpa do relato do Avelino de Almeida, que reteve dizeres populares, em vez de entrevistar testemunhas oculares com formação académica (que também lá estavam).

«Quanto aos fenómenos atmosféricos, dificilmente o alinhamento (não existe registo sem ser em texto) de nuvens é "uma coisa única e rara".»

Veja que estamos a falar de núvens de alta altitude em conjunto com nuvens de baixa altitude. É a única forma de se ver o tal efeito "lente" causado pelas partículas de gelo e de água.

«Quando não há elementos em concreto estas afirmações são fúteis.»

Há elementos em concreto. A quantidade de testemunhas oculares é impressionante.

«Quanto a terem acertado na hora não tenho opinião.»

Porquê?
Pelo menos, se rejeita a realidade dos milagres, poderia dar a resposta "desenrascada": a sorte!

«Um ateu é uma pessoa que acredita que Deus não existe. Certamente sabe isto, apenas para saber a minha perspectiva: vejo tudo isto como uma mentira.»

Claro, se a sua crença é na inexistência de Deus, então tem que rejeitar quaisquer milagres. Mas não é razoável duvidar da existência de Deus. Ou seja, pelo uso da razão, podemos saber com razoável certeza que Deus existe.

«e que funcionam como lavagem cerebral.»

O conceito de "lavagem cerebral" foi inventado durante a Guerra Fria e não é científico. Nenhum psicólogo profissional dá credibilidade científica a esse conceito.

«Nos dias de hoje os comentários seriam "É giro mas é só isto?"»

Se você considera apenas "giro" uma girandola de luz e cor, a descrever padrões complexos nos céus, com o tamanho aparente do Sol a mudar de tal forma que as pessoas achavam que o astro iria cair sobre elas, juntamente com um bizarro calor que lhes secou as roupas molhadas (efeito da "lente" sobre a radiação infravermelha), então...

«A dar uma mensagem parece-me de todo lógico que seja inequívoca e que não pareça uma charlatanice.»

Veja o que dizem as testemunhas oculares, se elas acharam charlatanice... Há um ou dois relatos de cépticos, que apesar de verem, duvidaram. Um ou dois.

«Não é o ateu quem tem de dar explicações.»

Essa é a treta do costume. Se você diz que Deus não existe, tem que justificar a sua crença. Senão é uma crença supersticiosa. Eu também tenho que dar justificações da existência de Deus, e é o que procuro fazer.

Cumprimentos

Espectadores disse...

Olá Miguel!

Obrigado pelo teu testemunho.
Este é um dos aspectos mais incómodos do 13 de Outubro. É que a quantidade de testemunhas oculares é impressionante!

A atitude do céptico, perante este fenómeno, é sobretudo irracional. É perante coisas como estas, tão objectivas e que apelam de forma tão clara para a realidade de Deus, que a frágil casca do ateísmo se quebra.

Um abraço!

José Damião disse...

Bem não desfazendo a coisa aos católicos, eu até sou capaz de acreditar na historia pois é assim, eu já vi um ovni, e muita gente também, alguns até fazem fotos e filmes de uma luz redonda e avermelhada no céu a descer lentamente, e que desaparece num ápice, mas quem me garante que não era um sinal do Senhor. Eu não sou nem um pouco católico, mas as evidências são muitas, é claro que não tinha os pastorinhos a mentalizarem-me que aquilo eram evidencias do Senhor, e também eles cheios de contradições, dizendo que não mandaram fechar guardas chuvas nenhuns, por outro lado dizem que o verdadeiro milagre foi a aparição da sagrada família que ninguém viu. O engraçado em Fátima é que de todos os fotografos e jornalistas que lá estavam para a época, só fotografaram a multidão, ninguém tirou uma foto do céu para onde a multidão estava a olhar, e uma vez que aquilo era fotogénico, com cores e tudo, embora ainda não houvesse a cor, não ia estragar o negativo, pois as pessoas até olhavam para aquilo sem ferir a retina, e a própria igreja tão lesta em milagres demorou muitos anos a dar credibilidade a esta gente. Enfim milagres coisa de católicos.

Xico disse...

Caro José Damião,
Talvez fosse interessante perguntar a um fotógrafo, conhecedor da história da fotografia, porque razão, em 1917, só há fotos das pessoas e não fotos de um acontecimento no céu, com o qual o repórter não contava.

José Damião disse...

(Talvez fosse interessante perguntar a um fotógrafo, conhecedor da história da fotografia, porque razão, em 1917, só há fotos das pessoas e não fotos de um acontecimento no céu, com o qual o repórter não contava)

Não contava? Ora essa, se era um milagre pré- anunciado, toda aquela gente estava lá para presenciar e dar credibilidade a um milagre, era essa a tónica de estar lá tanta gente,(foram convocados, e não tem nada a ver com o E.T. percebe, um pouco de ironia) se os fotógrafos só mostram uma multidão a olhar para um lado, deviam também dar a prespectiva do lado para onde as pessoas olhavam, essa é a questão de facto que falta. ( impossibilidade fisica?????)

De resto a minha comparação com as pessoas que dizem que avistaram ovnis vai na mesma onda, porque não hão de estar a dizer a verdade se elas viram alguma coisa que não conseguem explicar só relatar? tirando o pré anúncio e por isso o número elevado de testemunhos de uma multidão. Para mim ate merecem a mesma fidelidade, há testemunhos de avistamentos de ovnis feitos por pilotos de aviões, e ao memso tempo por pessoas na terra distanciadas geograficamente por dezenas e milhares de km, o que significa que são espontâneos não combinados e por conseguinte avistados quer do espaço quer da terra. Outra coisa é explicar racionalmente aquilo que não conseguimos ou ainda não temos técnica sufiientemente evoluida para explicar, um eclipse ou um terramoto nos tempos antigos fazia o mesmo efeito nas pessoas, mas ja não faz em nós, uma maneira bem simples de explicar esses fenomenos era e é o sobrenatural, e se nos quisermos vincar a ideia que é obra de deus e por isso deus existe é dizermos que são milagres, de facto os milagres são tipicamente católicos e vem da biblia.

Xico disse...

Não me pus a discutir consigo o milagre do Sol ou outro qualquer. O que estava pre-anunciado era "um sinal", somente.
Só o interpelei sobre o facto de não haver fotos do céu, por não perceber o suficiente sobre o mecanismo de uma câmara fotográfica de 1917, que julgo deveria estar fixada em determinada posição. Por isso convinha perguntar a quem sabe.
Quanto aos milagres serem tipicamente católicos e virem na bíblia é de uma ignorância que não lhe fica bem.

José Damião disse...

"Quanto aos milagres serem tipicamente católicos e virem na bíblia é de uma ignorância que não lhe fica bem."

Ok fale la de outras civilizações livros sagrados e milagres. Ressucitar mortos, curar cegos, por a andar paraliticos, caminhar sobre as aguas. Chega.

José Damião disse...

Quanto as camaras fotograficas de 1917 não eram nenhumas locomotivas.

Xico disse...

Começo logo por a Bíblia conter o antigo testamento, onde há relatos de inúmeros milagres e pertencer também à religião Judaica.
O antigo e novo testamento são património dos cristãos não católicos, logo incluem os milagres.
Maomé subiu ao Céu no rochedo do monte em Jerusalém.
O Alcorão reconhece os milagres de Cristo e a virgindade de Nossa Senhora!!!Veja lá!
Não conheço todos os livros sagrados que há no mundo, mas conheço e convivi de perto com várias religiões e todas têm os seus milagres.
Quanto às máquinas fotográficas, pouco sei, mas se não eram locomotivas, também não seriam as de rolo, pois essas necessitavam de revelação especial feita nos laboratórios da Kodak e duvido que pudessem ser impressas no jornal no dia a seguir, como aconteceu.

José Damião disse...

“Começo logo por a Bíblia conter o antigo testamento, onde há relatos de inúmeros milagres e pertencer também à religião Judaica.
O antigo e novo testamento são património dos cristãos não católicos, logo incluem os milagres.
Maomé subiu ao Céu no rochedo do monte em Jerusalém.
O Alcorão reconhece os milagres de Cristo e a virgindade de Nossa Senhora!!!Veja lá!”

Oh homem isso não descarta nada. O que voce não ve são os judeus nesse papel actualmente e noutras religiões. A ver se você percebe o que lhe quero dizer, eu não disse que os milagres eram exclusivos dos católicos, mas que eram tipicos dos catolicos, tipicamente e vinham da biblia, tem ai montes de exemplos na tradição judaico cristã, pode ir ate as pragas do egipto e a passagem do mar vermelho, não muda nada. Mas você não encontra nas outras religiões por exemplo maomé ou buda ou outros mentores dessas religiões a dar vida a mortos, fazer andar paraliticos, dar vista a cegos, andar sobre as aguas, não se encontra isso nas outras religiões em relação aos seus mentores como fazedores de milagres, nem encontra a profusão de santos e santinhas que existem na religião catolica e que levam a sua devoção a esta miraculosidade toda, ate nuno alvares pereira ja curou. Porque os catolicos são uns “pedinchas” e utilizam a religião como meio espiritual de tentar superar e ganhar ânimo em relação às agruras da vida. Ja estive no estrangeiro e vivi ai vários anos, nunca vi pessoas como os católicos a utilizarem a religião para superar agruras da vida. Desde negócios, casos passionais, doenças estudos, prometem as mais variadas coisas para obter uma intercessão divina a seu favor, utilizam a religião como uma espécie de placebo, não faz mal nem bem, mas se nos convencermos que é bom tomamos.

Nas igrejas catolicas existem santinhos por todo o lado, o culto da idolatria vem do tempo em que a igreja se associou ao império romano e manteve-se. Nessas paredes laterais de muitas igrejas existem os tais santinhos, alguns até tem altares com reliquias e / ou ossadas, pois bem, nunca vi nada no estrangeiro parecido com o que aqui vejo e nos católicos em particular, partes do corpo humano em cera, velas, papéis já amarelecidos pelo tempo com os mais variados pedidos, desde o tempo da guerra do ultramar, da mãe pedindo pelo filho que para la partia pedindo a protecção divina, até ao agradecimento por ter voltado embora todo estropiado mas com vida, outros protecção nos negócios, outros nos amores, outros nos estudos, e profissão, enfim por vezes quando lá vou entretenho-me a ler e dão um bom estado sociológico do pais católico e da função da religião. Foi nesta prespectiva que eu falei em milagres ou protecção divina serem tipicamente catolicos. E são.


“Quanto às máquinas fotográficas, pouco sei, mas se não eram locomotivas, também não seriam as de rolo”

Pronto percebi, quer-me você dizer que as maquinas fotográficas não registam milagres, ok, ate ai também eu ja sabia, pois estas só registam a realidade. Obrigado, mas olhe que as maquinas fotograficas ja eram bem pequenas, eram de fole mas eram bem pequenas.

Xico disse...

Caro Jose Damião,
Muito obrigado pelas explicações. Vou lê-las com muito cuidado, mas agora tenho de interromper porque tenho de ir ali à praia acender umas velinhas a Iemanjá para que me dê sorte nos amores. Depois talvez vá tomar banho ao Ganges para que o deus que habita aquelas águas me purifique dos pecados. Á noite, durante uma batucada, talvez invoque os antepassados ngunis para me ajudarem a livrar de um colega que quer ocupar o meu lugar na empresa.
Levo uma câmara que roubei ali no museu da fotografia a ver se ela consegue rodar suficientemente rápido e consiga mudar as chapas de forma a ver as velas tremerem sob o sopro dos deuses que invocarei.
Ainda vou ter tempo para ir a um templo budista esfregar na barriga do Buda pedindo sorte para o próximo governo.
E como sou benfiquista, ainda pedirei a S. Jorge que para o ano nos proteja dos dragões.

José Damião disse...

O homem faça lá as suas rezas, as suas orações, mas não confunda civilizaçoes que sempre tiveram feiticeiros e feitiçaria e vêem o divino, o sobrenatural como uma espécie de magia. Nós cá na europa tinhamos os druidas.Não confunda dizia eu com pedidinhos a deus e nossa senhora e a todos os santinhos para curar as nosssas maleitas os nossos desaires profisisonais ou passionais que são mais pró-catolicismo, é claro que todos procuravam saber o futuro, os romanos antes de uma batalha mandavam matar um cordeiro branco e o sacerdote tinha que examinar as entranhas e fazer um bom ou mau augurio. O que voce não ve é nas religiões institucionalizadas como islamismo, hinduismo, budismo, é os seus autores e os seus livros cheios de relatos de milagres deles e a pedido. Não confunda rituais de purificação como no budismo o banho no ganges, ou a peregrinação como no islamismo da ida a meca, com pedidos de milagres na religião católica, em que fazem parte dos seus livros e da sua cultura, e é genética uma idolatria.

Quanto ao seu benfica olhe lamento muito mas parece que ainda esta na idade das trevas, só mesmo o fogo do dragão para iluminar. Va fotografando se conseguir sem flash. Vá fazendo uns pedidos que pode ser que deus seja mais benfiquista. Ai esta um bom motivo para rezar, olhe lembre-se que o pinto da costa ia ou ainda vai a fátima, dai.............

Espectadores disse...

Caro José Damião,

Permita-me que lhe diga que está a fazer uma figura um pouco triste.

1) Por um lado, não comentou, nem apresentou uma explicação natural para o fenómeno de 13 de Outubro: a sua observação acerca de máquinas fotográficas é tonta: que interessa isso? Qual é a sua tese? É dizer que os milhares de testemunhas oculares mentiram? É isso que pretende? E o Afonso Lopes Vieira, em São Pedro de Moel, uns 40 km longe da multidão, que também viu o fenómeno? Mentira? Alucinação colectiva? Essas são as suas sugestões?

2) Por outro lado, vem para aqui descarregar uma camioneta de asneiras acerca de outras religiões, e faz isso com uma arrogância e uma prepotência tal que se torna num espectáculo triste e decadente:

«O que voce não ve é nas religiões institucionalizadas como islamismo, hinduismo, budismo, é os seus autores e os seus livros cheios de relatos de milagres deles e a pedido.»

Pois, pois...

http://bhagavatas.blogspot.com/2010/02/shri-ramanujacharya-marvelous-miracles.html

http://www.milkmiracle.com/

As grandes religiões estão pejadas de referências a milagres, no sentido de intervenções do divino no nosso mundo. Algumas intervenções são a pedido, outras não. Não estou a discutir a validade dos milagres não cristãos: eu acho que os milagres não cristão são falsos. O que estou é preocupado pelas falsidades que você vem para aqui dizer acerca de outras religiões. Dei alguns exemplos claros de que, por exemplo, no Hinduismo, existem relatos (ainda hoje) da intervenção divina no Mundo.

O Budismo não é uma religião institucional, ao contrário do que você disse. Não há o conceito de divindade no Budismo, pelo que também não há relatos de milagres divinos. No entanto, os relatos de alegados milagres efectuados por Gautama Buda são abundantes:

http://en.wikipedia.org/wiki/Miracl
es_of_Gautama_Buddha

Informe-se melhor...
Ser-se ignorante e arrogante é uma coisa trágica.

Cumprimentos

José Damião disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Espectadores disse...

O José Damião é um comentador recente aqui no blogue, e porventura ainda não saberia as regras da casa.

O seu último comentário foi, obviamente, apagado. O José Damião está no meu blogue, e por isso, é como se estivesse em minha casa. E por isso, tem que se comportar com educação e civismo.

Por um lado, o José merecia que eu o chamasse de ignorante, não só por ele ser manifestamente ignorante nas matérias que pretendia dominar, mas também porque entrou nesta caixa de comentários "a matar".

Se eu sou muito tolerante para com pessoas ignorantes que persistem nos seus erros, mas que são cordatas e civilizadas, tenho pouca paciência para pessoas que vêm para aqui despejar as suas asneiras com agressividade.

E isso explica o meu último comentário, que fiz no âmbito da liberdade que me assiste como gestor deste espaço.

Por outro lado, o José Damião esqueceu-se de que era apenas convidado aqui. E, insistindo na agressividade que exibiu desde os seus primeiros comentários, mereceu a minha resposta. Em reacção à minha resposta, insultou-me, e não trouxe nada de relevante ao debate.

Claro que, como cristãos, estaremos aqui para aceitar os pedidos de desculpas do José Damião, e a partir dessa reconciliação, voltar a encetar um novo debate, desta vez mais civilizado.

Isto se o José quiser.
Senão, desejamos-lhe sinceramente as melhores felicidades, mas pedimos-lhe que vá importunar outras vítimas.

Cumprimentos

José Damião disse...

O que o senhor apagou foi a sua falta de argumentação e não ser capaz de mostrar os tais milagres, textos dos ensinamentos sagrados dessas religiões onde constem milagres como no novo testamento,o corão por exemplo falando de maomé fazendo milagres como cristo e nas outras religiões.

O que o senhor apagou foi a sua falta de educação ao chamar a quem não conhece de ignorante. O senhor apagou-se a si, isso sim, e ninguém o tinha chamado a conversa, a conversa era entre dois comentaristas do seu blogue, percebe a fineza?

José Damião disse...

Já agora ó homem eu até admitia que me dissesse que nas outras religiões falam em milagres também, e que a divindade faz milagres, mas na catolica todos fazem milagres, percebeu a diferença, desde cristo, aos papas, aos beatos, ha toda uma panaceia de entidades que pode fazer milagres, desde aqueles que tiveram uma vida duvidosa ate aos mais puros e castos, desde um nuno alvares pereira, monsenhor escrivá, madre teresa, padre cruz, joão paulo II etc é um rol infinito que alimenta toda esta miraculosidade, quantos milagres são necessários nas outras religiões para ser santo, aliás é uma condição para ser santo no catolicismo. Fora das religiões baseadas na biblia também se acredita na possibilidade de transgredir as leis da natureza através de actos de vontade em consonância com poderes ocultos ou paranormais referem-se a estas transgressões não como milagres mas como mágicas. Todas as religiões registam milagres, as religiões estabeleceram-se sobre os seus milagres. O que é esclarecedor é o facto de que quanto mais antigo e barbaro é um povo, maior a tendência para milagres e prodígios florescerem.quanto mais recuamos na história, mais relatos temos de milagres. apesar de haver muita gente hoje que acredita em milagres, não é provável que qualquer historiador do século vinte encha os seus livros de relatos miraculosos. Quer isto dizer que os milagres acontecem? Não, significa que quando alguem relata um milagre a probabilidade de estar enganada, iludida ou a enganar é muito superior à do milagre ter realmente acontecido. Acreditar num milagre, não é um acto de razão mas de fé, independentemente de quão cientifica ou racional uma civilização se torne, a crença em milagres nunca sera erradicada. A natureza humana curva-se ante o maravilhoso e o desconhecido.

Ilídio Barros disse...

"O carácter milagroso dessa lente de ar deve ser procurado na formação que se criou por cima da Cova da Iria e na previsão do momento feita por Lúcia meses antes, bem como no facto de a lente de ar, sendo tão frágil, ter mantido a sua forma durante mais ou menos 15 minutos depois de descrever dois ou três percursos elípticos na direcção da terra" Stanley Jaki

c.faria disse...

Eu penso depois que li pela primeira vez livros escritos pela igreja, e tambem li reportagens de época de 1917 em jornais, que havia muita duvida sobre o acontecimento transcritos pelos livros religiosos, mas pelos jornais as duvidas acabaram, pois acabei aceitando que não era o Sol que estava la naquele momento pois nunca aceitei essa ideia. Acredito no que aconteceu em Fatima em 1917 mas nas coisas reais como eram descritos por testemunhas e não nos livros atuais que são impostos pela igreja dizendo que era "Maria". Mas ainda me restam duvidas quanto as fotografias, que só sairam as multidoes de pessoas nelas mas na hora do fenomeno porque não fotografaram o tal disco fosco vindo em direção a multidão?

Roberto Cruz disse...

O milagre de Fátima não se esgota nos acontecimentos doa dia 13 de outubro de 1917. Digo isso por que:

No mesmo ano das aparições a Rússia, sob o nome de União Soviética, se converteu ao comunismo materialista com o lema "a religião é o ópio do povo" e começou a invadir e a propagar essa ideologia contra Deus e a Igreja pelo mundo. Aos poucos, mais da metade da Europa tornou-se refém desse sistema diabólico que se espalhou pela China e ameaçava outras regiões. Em 1962, tendo conquistado a ilha de Cuba, ali instalou foguetes com ogivas atômicas apontadas para os Estados Unidos e uma guerra terrível e universal tornou-se iminente. O enorme perigo ainda pôde, desta vez, ser evitado, porém sabia-se que a paz era muito precária e uma terceira guerra mundial poderia acontecer a qualquer momento.

Nossa Senhora afirmou que Deus pedia para o Santo Padre o Papa fazer, em união com todos os bispos do mundo, a consagração da Rússia ao Coração de Maria, prometendo salvá-la por esse meio. Assim o Papa Pio XII o fez em 1942 mediante uma radiomensagem. Confirmou-a em 1952, numa consagração total e perfeita com menção dessa nação. Entretanto, faltou-lhe a união com todos os bispos do mundo para o cumprimento exato do pedido. Este requisito cumpriu-o João Paulo II em 1983 e 1984 com os bispos presentes em Roma e depois com um texto por ele enviado ao Episcopado para que o fizessem em suas dioceses e arquidioceses. A Irmã Lúcia confirmou, em carta de 1989, que tudo fora feito tal como Nossa Senhora o pedira.

O que aconteceu a seguir foi espantoso e pertence à história recente. Como afirmou o ex-presidente do Brasil, o sociólogo e professor Fernando Henrique Cardoso, ele mesmo que certa vez se confessou publicamente ateu:

“A União Soviética ruiu, assim como o Muro de Berlim, sem que os ‘sovietólogos’ previssem quando e como isso ocorreria e sem que a CIA (serviço secreto dos Estados Unidos) ou qualquer outra agência tivesse tido a possibilidade ou a capacidade de qualquer ação de sucesso.”

Unknown disse...

Aconteceu-me um fenómeno estranho há coisa de minutos.

Estava eu aqui pela internet a ler alguma informação relacionada com o milagre de Fátima, e tudo o que envolveu o acontecimento ocorrido na Cova da Iria há quase um século atrás.

Entretanto paro para ir lanchar, e enquanto espero por dois pães-de-forma que deixei na torradeira, começo a deambular um pouco pela casa ao mesmo tempo que reflicto um pouco sobre o que andei a ler, e dou por mim com curiosidade em observar atentamente a caixa de um alarme de incêndio (avariado) no hall de entrada, e que está lá presente desde que me conheço.

Começo a ler algumas coisas que estão lá escritas quando reparo na morada da sede da empresa:
Rua Jacinta Marto :-X

Para os mais esquecidos, Jacinta foi um dos três pastorinhos responsáveis pela aglomeração de milhares de pessoas na Cova da Iria no 13 de Outubro de 1917, em busca da visão de um milagre.

Vivo nesta casa há 26 anos, os mesmos que tenho de vida, e nunca me ocorreu olhar com atenção para aquela caixa de alarme de incêndio, sempre foi um objecto totalmente banal para mim.

Mas o que é que isto significa afinal? Eu sou agnóstico, não coloco totalmente em causa as concepções da religião cristã, embora coloque algumas coisas em causa e tenho sempre curiosidade em explorar informação acerca do assunto a fim de tornar as minhas ideias mais sólidas. Já me andaram a passar coisas mirabolantes pela cabeça, do género:
Aquilo é um alarme de incêndio, portanto se é um alarme serve de aviso para alguma coisa, e se é de incêndio, serve de aviso para fogos. Ou seja: "Atenção, toma cuidado, o melhor mesmo é acreditares em Deus e no Milagre do Sol, senão vais arder no fogo do Inferno".

Não me tomem por maluco por causa deste último paragrafo que escrevi, eu não acredito verdadeiramente nisso, só quis mesmo descrever um ideia que me passou pela cabeça. Na verdade estou aqui a rir-me um pouco disto, mas racionalmente não tenho muita vontade de brincar com o assunto.

ND disse...

Boa Noite,

Faz precisamente 4 horas que devia estar na cama, mas derivado a vários tipos de informação complementar, fui dar a esta página onde li todos os comentários referidos em relação ao milagre do Sol. Continuo a não perceber porque é que no suposto dia apenas é captado fotografias da multidão... Acredito que todas as religiões tenham na sua essência factos de religação a algo que existe por si só e que cada um pode desenvolver e aproximar-se da natureza como um todo. É normal que assim seja mas nas ditas civilizações mais antigas havia um maior equilíbrio entre nós e a natureza e com isso havia ligações ou conexões onde nos aproximava muito mais com os ditos "milagres" ou mesmo era natural que assim fosse através desse mesmo equilíbrio, resultando numa abertura maior através do universo. Noto que o egoísmo está muito presente "puxar a brasa à sua sardinha" porque vivemos numa sociedade virada para o consumismo e a competição de egos...
As novas tecnologias vieram por uma razão, vieram trazer uma elucidação maior da interpretação dos factos em opiniões diversificadas.
Não quero com isto tudo dizer mal de algum pensamento ou religião porque realmente existem vários processos na vida de cada um (tempos próprios) de elucidação e desenvolvimento. A única questão aqui é saber se realmente estamos preparados para o que é justo, abarcando o respeito pelo o outro na sua opinião e pela mãe natureza - é ela que nos alimenta -, e serve de veículo para discernirmos o que vamos fazer em relação à necessidade do novo sem os ditos egos.
É tempo de nos juntarmos e pensarmos a sério no presente pensando o futuro.
Mesmo que alguém viesse com alguma foto de algo de outro mundo, acreditavam? Mesmo assim congratulo-me por começarem a aparecer pessoas que de certa maneira ou atentamente (como um todo) estão ligadas e começam a pensar seriamente que este mundo está em processo de transição e mudança mas isso não depende só de nós... É algo que por si só torna tudo mais relevante como tu.

Nuno Degroote

miguelarcanjo disse...

podem chamarem burxo ou anti-cristo nao me importo conformr me jugarem sereis julgados sou esprita mestre reki pastor mormon consagado catolico e cartomante tenho muita fe em n.s,aparecida em jesus cristo deus pai por isso nao temo niguem heide fazer vir tudo a portugal estou na cidade guarda so necito ler os livros sagardos pois o chacra da coroa e coraçao abriam se em fatimaMiguel Arcanjo Espírita dos Pobres Vêja a minha presença no Programa "CASA DO MANEL" RegioesTV RTV Link: https://www.youtube.com/watch?v=CG9ys0FiIcs Miguel Arcanjo http://espiritadospobres.webnode.pt/http://espiritadospobres.home.sapo.pt/ http://youtu.be/WaKk3iz5-9Q Miguel Arcanjo Espírita dos Pobres Vêja a minha presença no Programa "PEDRA D´AUDIÊNCIA" RegioesTV RTV Link-1ª Parte: https://www.youtube.com/watch?v=3D_C_rI61G4 Link-2ª Parte: https://www.youtube.com/watch?v=TLlLpRRqKb4 so falta fazer o curso diacono catolico mas nao desisto das cartas so peço que rezem por mi
http://espiritadospobres.webnode.pt/
CASA DO MANEL PGM 92 PARTE 2docid=502012333&prefer=lang
http://www.espritadospobres.home.sapo.pt

Victor Clemente disse...

Agradecido pelo Blog
Sem melhor saber dar opiniao... Sim acredito no Grande fenomeno e na simplicidade dos pastorinhos: - Vi muita aldrabisse da igreja.
ViC - Arajem.com

Cultura Inútil disse...

Certo; tudo bem que existissem questões políticas envolvendo a igreja da época. Mas isso anula as aparições em si? Como explicar os testemunhos? As previsões acertadas, de crianças que sequer tinham acesso ao básico educacional? Como explicar os fenômenos (naturais, sim) que ocorreram, no dia específico em que fora anunciado pelas três crianças ignorantes? E aqueles que ocorreram antes e também foram presenciados por um número considerável de pessoas? Como explicar os testemunhos de várias e várias pessoas? Tudo bem, vamos considerar o estado de comoção geral que se prenunciava. Mas será que TODOS os testemunhos são exagerados e distorcidos, uma vez que haviam no local céticos, estudiosos e jornalistas? Tenho visto várias pessoas que não acreditam nas aparições, mas essas pessoas nunca explicam o milagre em si. Apenas colocam a igreja da época num contexto favorável a invenções, e nisso eles têm razão. Mas nunca, nunca mesmo, explicam ou esclarecem o milagre em si.

linda barnett Carlton disse...

TESTEMUNHOS
As orações são obrigatórias para cada ser humano na superfície da terra.
Isaías 62: 6-7 o senhor deu um comando aos homens sobre como rezar mais duramente em todo o tempo. Eu pus o watchman sobre as paredes O Jerusalem que nunca manterão sua paz dia ou noite.
Foi muito difícil para mim acreditar que Deus existe? Meu nome é LINDA BARNETT CARLTON Estéril há 45 anos, sem filhos e eu também estava tendo dificuldades em meu casamento.Estes são os testemunhos da minha vida.Eu estava procurando através da Internet, me deparei com Pastor .Enoch .A Adeboye [disse que você será feito Todo], Este artigo foi publicado por um de seu Pastor [PST.WILLIAMS OKODUDU EM] Eu entrei em contato via REDEEMEDCHRISTIANCHURCH81@GMAIL.COM
Ele me disse que E.A .Adeboye é o fundador / General oversear da Igreja cristã redimida de Deus [RCCG]
Enviei um email ao pastor WILLIAMS OKODUDU E.M
Eu disse-lhe muito de meus problemas, disse que o DEUS é impressionante e disse-me que está indo por 3 [três] dias jejum seco para mim, dentro dos próximos 2 [dois] meses. Eu fui ao hospital ver um doutor, Ele confirmou que estou 3 [três] semanas grávidas e também Deus prendeu meu marido, a Deus seja a glória que ele nasceu de novo cristão. Hoje tenho dois filhos.
Você pode entrar em contato com Pastor WILLIAMS OKODUDU @ REDEEMEDCHRISTIANCHURCH81@GMAIL.COM
ASSESSORIA E ORAÇÕES
Você está quebrado, querido ou confuso
Você está passando por experiências difíceis e você precisa de conselhos e encorajamento?
Você está tendo alguns assuntos espirituais que você precisa de clareza?
Existem algumas questões sexuais e emocionais com as quais você está lutando?
Milagres e cura
Sobrenatural vire através de ganhar alma
Deliverance's, Unção e solução
Interrupção financeira
DEUS É A ESPERANÇA E NOSSO SALVADOR -
-------------------------------------------------PST WILLIAMS OKODUDU EM
Quero agradecê-los especialmente em nome do senhor, do amor e da permissão amável para convidá-los a compartilhar meus maiores testemunhos ea dar honra a Deus onipotente

linda barnett Carlton disse...

TESTEMUNHOS
As orações são obrigatórias para cada ser humano na superfície da terra.
Isaías 62: 6-7 o senhor deu um comando aos homens sobre como rezar mais duramente em todo o tempo. Eu pus o watchman sobre as paredes O Jerusalem que nunca manterão sua paz dia ou noite.
Foi muito difícil para mim acreditar que Deus existe? Meu nome é LINDA BARNETT CARLTON Estéril há 45 anos, sem filhos e eu também estava tendo dificuldades em meu casamento.Estes são os testemunhos da minha vida.Eu estava procurando através da Internet, me deparei com Pastor .Enoch .A Adeboye [disse que você será feito Todo], Este artigo foi publicado por um de seu Pastor [PST.WILLIAMS OKODUDU EM] Eu entrei em contato via REDEEMEDCHRISTIANCHURCH81@GMAIL.COM
Ele me disse que E.A .Adeboye é o fundador / General oversear da Igreja cristã redimida de Deus [RCCG]
Enviei um email ao pastor WILLIAMS OKODUDU E.M
Eu disse-lhe muito de meus problemas, disse que o DEUS é impressionante e disse-me que está indo por 3 [três] dias jejum seco para mim, dentro dos próximos 2 [dois] meses. Eu fui ao hospital ver um doutor, Ele confirmou que estou 3 [três] semanas grávidas e também Deus prendeu meu marido, a Deus seja a glória que ele nasceu de novo cristão. Hoje tenho dois filhos.
Você pode entrar em contato com Pastor WILLIAMS OKODUDU @ REDEEMEDCHRISTIANCHURCH81@GMAIL.COM
ASSESSORIA E ORAÇÕES
Você está quebrado, querido ou confuso
Você está passando por experiências difíceis e você precisa de conselhos e encorajamento?
Você está tendo alguns assuntos espirituais que você precisa de clareza?
Existem algumas questões sexuais e emocionais com as quais você está lutando?
Milagres e cura
Sobrenatural vire através de ganhar alma
Deliverance's, Unção e solução
Interrupção financeira
DEUS É A ESPERANÇA E NOSSO SALVADOR -
-------------------------------------------------PST WILLIAMS OKODUDU EM
Quero agradecê-los especialmente em nome do senhor, do amor e da permissão amável para convidá-los a compartilhar meus maiores testemunhos ea dar honra a Deus onipotente

LOrd of Flies disse...

Ninguem tem de acreditar em nada.

Quem acredita, acredita, quem nao acredita, problema dele.

LOrd of Flies disse...

Como é que não ha-de haver descrentes de fátima?

Eles nem conseguem ver, que o Estado, é uma associaçao criminosa de parasitas maçons e outras familias que vivem do trabalho do povo e auferem rendimentos acima da crise nacional, devotando muitas familas á miseria e sem emprego e sem emprego ninguem consegue viver.Empregos so com cunha, enquanto cá fora morrem á fome,...uma vergonha nacional.